Cadete nascimento 03/05/1874 falescimento 25/07/1960

Paranaense, foi para o Rio de Janeiro aos 13 anos para estudar na Escola Militar, onde ganhou o apelido. Largou a farda depois de perceber que seu talento era para a música e a boêmia. Fez amizade com Sátiro Bilhar, Catulo da Paixão Cearense, Anacleto de Medeiros e outros músicos, e fez-se cantor, sendo do primeiro time de contratados da Casa Edison. Seu nome aparecia grafado como K.D.T. nas primeiras gravações, de 1902. Alguns de seus sucessos foram o lundu "A Mulata" (Xisto Bahia/ Melo Moraes Filho) e a modinha "Bem-te-vi" (M.E. Pestana/ M.M. Filho). Excursionou pelo Norte e Nordeste do Brasil, pela Argentina e pelo Uruguai e por volta de 1910 abandonou a carreira artística, voltando para o Paraná, onde entrou para o comércio e para a política. Viajava esporadicamente ao Rio de Janeiro para fazer gravações. A última foi em 1942, pela Rádio Nacional.
 
Gêneros
 
 
Matérias
 
 
MetaMusica