Caetano Veloso nascimento 07/08/1942

Considerado uma das figuras mais importantes da música popular brasileira, nasceu no interior da Bahia e começou a cantar e tocar violão em Salvador, aonde foi estudar, ao lado da irmã, a também cantora Maria Bethânia. Se interessa por bossa nova e principalmente João Gilberto.

Nos anos 60 conheceu Gilberto Gil, Gal Costa e Tom Zé, e juntos começaram a fazer espetáculos e shows. Em 1965 Maria Bethânia é chamada para substituir Nara Leão no espetáculo "Opinião", no Rio de Janeiro, e Caetano a acompanha. No mesmo ano é lançado seu primeiro compacto, com "Cavaleiro" e "Samba em Paz".

Nos anos seguintes participa dos festivais de música popular e compõe trilhas de filmes. Em 1967 sai o primeiro LP, "Domingo", com Gal Costa. No ano seguinte encabeça o movimento tropicalista e lança o disco "Tropicália ou Panis et Circensis" ao lado de Gil, Gal, Tom Zé, Torquato Neto, Rogério Duprat, Capinam, Nara Leão.

No III Festival Internacional da Canção, em 1968, sua música "É Proibido Proibir" leva uma estrondosa vaia e é desclassificada, provocando reação indignada do compositor e cantor.

Em 1969, depois de ser preso pela ditadura militar, parte para o exílio político na Inglaterra, onde compõe canções como "London, London" e "Como Dois e Dois" e lança discos.

Volta ao Brasil em 1972 e faz show em várias cidades do Brasil e nos anos seguinte começa a atuar também como produtor.

Em 1976 Caetano, Gal, Gil e Bethânia se juntam novamente e formam o grupo Doces Bárbaros, que grava um LP sai em turnê. Nos anos 80 continua gravando e produzindo discos, como "Outras Palavras", "Cores, Nomes", "Uns" e "Velô", e em 86 comanda ao lado de Chico Buarque o programa de televisão "Chico & Caetano", onde cantam e trazem convidados.

Inicia os anos 90 com o sucesso do disco "Circuladô" cuja faixa-título é baseada num poema de Haroldo de Campos, colaborador de longa data. Logo em seguida, "Tropicália 2" refaz a parceria Caetano-Gil.

Em 1997 sai o primeiro livro de Caetano, "Verdade Tropical", um relato pessoal sobre sua visão de mundo. Seu disco "Livro", de 1998, ganhou o prêmio Grammy em 2000, na categoria World Music.

Nos anos 80, cresce a popularidade de Caetano Veloso fora do Brasil, especialmente em Israel, Portugal, França e Africa.

Em 2004, ele foi considerado um dos mais respeitados e produtivos pop-stars latino-americanos no mundo, com mais de cinquenta discos disponíveis, incluindo canções em trilhas sonoras de filmes como "Hable con Ella" (Fale com Ela), de Pedro Almodovar, e "Frida".

Em 2002, Veloso publicou um livro sobre o movimento da Tropicália, "Tropical Truth: A Story of Music and Revolution in Brazil" (Tropicália: Uma Estória de Música e Revolução no Brasil).

Em 2003, Caetano lança “Muito Mais”, seu primeiro DVD - Áudio, que foi bônus da caixa comemorativa de 35 anos de carreira. O DVD reúne grandes sucessos do artista escolhidos pelos fãs por meio da internet. Seu primeiro CD em Inglês, foi "A Foreign Sound" - "Um som Estrangeiro" (2004), no qual interpretou "Come as You Are", música da banda Nirvana, bem como outras canções famosas. Cinco das seis canções de seu terceiro álbum "Caetano Veloso", realizado em 1971, também foram cantadas em inglês.

Discografia

Discos de carreira
A FOREIGN SOUND

A FOREIGN SOUND

Universal Music - 2004
 
MUITO MAIS

MUITO MAIS

Universal Music - 2003
 
EU NÃO PEÇO DESCULPA

EU NÃO PEÇO DESCULPA

Universal Music - 2002
 
NOITES DO NORTE AO VIVO

NOITES DO NORTE AO VIVO

Universal Music - 2001
 
NOITES DO NORTE

NOITES DO NORTE

Universal Music - 2000
 
PRENDA MINHA

PRENDA MINHA

Polygram - 1999
 
OMAGGIO A FEDERICO E GIULIETTA

OMAGGIO A FEDERICO E GIULIETTA

Universal Music - 1999
 
LIVRO

LIVRO

Polygram - 1997
 
FINA ESTAMPA AO VIVO

FINA ESTAMPA AO VIVO

Polygram - 1995
 
FINA ESTAMPA

FINA ESTAMPA

Polygram - 1994
 
CIRCULADÔ VIVO

CIRCULADÔ VIVO

Polygram - 1992
 
CIRCULADÔ

CIRCULADÔ

Polygram - 1991
 
ESTRANGEIRO

ESTRANGEIRO

Polygram - 1989
 
CAETANO

CAETANO

Polygram - 1987
 
CAETANO VELOSO

CAETANO VELOSO

Nonesuch (USA) - 1986
 
TOTALMENTE DEMAIS

TOTALMENTE DEMAIS

Polygram - 1986
 
VELÔ

VELÔ

Polygram - 1984
 
UNS

UNS

Polygram - 1983
 
CORES, NOMES

CORES, NOMES

Polygram - 1982
 
OUTRAS PALAVRAS

OUTRAS PALAVRAS

Polygram - 1981
 
CINEMA TRANSCENDENTAL

CINEMA TRANSCENDENTAL

Polygram - 1979
 
MUITO - DENTRO DA ESTRELA AZULADA

MUITO - DENTRO DA ESTRELA AZULADA

Phonogram - 1978
 
BICHO

BICHO

Phonogram - 1977
 
QUALQUER COISA

QUALQUER COISA

Phonogram - 1975
 
JÓIA

JÓIA

Phonogram - 1975
 
TRANSA

TRANSA

Phonogram - 1972
 
ARAÇÁ AZUL

ARAÇÁ AZUL

Phonogram - 1972
 
CAETANO VELOSO

CAETANO VELOSO

Famous/Philips - 1971
 
CAETANO VELOSO

CAETANO VELOSO

Philips - 1969
 
CAETANO VELOSO

CAETANO VELOSO

Philips - 1967
 
Autor
Extras
EU VIM DA BAHIA

EU VIM DA BAHIA

BMG Brasil - 2002
 
TIETA DO AGRESTE - Trilha Sonora do Filme

TIETA DO AGRESTE - Trilha Sonora do Filme

Natasha Records - 1996
 
O QUATRILHO - Trilha Sonora do Filme

O QUATRILHO - Trilha Sonora do Filme

Natasha Records - 1995
 
Coletâneas
NOVELAS

NOVELAS

Globo Universal - 2002
 
MARCIANITA

MARCIANITA

Polygram - 1993
 
MUITOS CARNAVAIS

MUITOS CARNAVAIS

Phonogram - 1977
 
VELLOSO, BETHÂNIA E GIL

VELLOSO, BETHÂNIA E GIL

RCA Victor - 1968
 
Tributos
UNS CAETANOS

UNS CAETANOS

CID - 2001
 
GIL & CAETANO EM CY

GIL & CAETANO EM CY

CID - 1999
 
ELAS CANTAM CAETANO

ELAS CANTAM CAETANO

GPA/Warner Music - 1994
 
DVD
UN CABALLERO DE FINA ESTAMPA

UN CABALLERO DE FINA ESTAMPA

Universal Music - 2001
 
PRENDA MINHA

PRENDA MINHA

Universal Music - 1999
 
Livro
CHEGA DE SAUDADE
CAETANO VELOSO-SONGBOOK-VOL.1
Tropicália: a História de uma Revolução Musical
TROPICALISMO DECADENCIA BONITA DO SAMBA
SONGBOOK CAETANO VELOSO VOL. 2
A IMAGEM DO SOM DE CAETANO VELOSO -VOL 1 1998
CAETANO - ESSE CARA
 
Caetano Veloso
 
 
Artistas relacionados
 
 
Gêneros
 
 
Matérias
 
 
MetaMusica