Codó nascimento 18/09/1913 falescimento 26/01/1984

Baiano da cidadezinha da Cairu de Salinas das Margaridas, aprendeu a tocar violão pelo método prático de Canhoto, ainda na infância, e começou a compor nos anos 30. Por toda a vida usou o primeiro violão que ganhou do pai, aos 9 anos. Antes de decidir-se pela música, foi pescador, lavrador e comerciante. Como violonista, tornou-se conhecido no interior do estado e em 1938 foi para Salvador, onde já desfrutava de alguma fama. Lá, trabalhou no rádio, acompanhando grandes estrelas como Silvio Caldas, Nora Ney e Dircinha Batista quando iam à Bahia. Sua primeira música gravada foi "Iaiá da Bahia", por Araci Costa em 1951. Na década de 60 mudou-se para o Rio de Janeiro. O primeiro dos seis LPs que gravou é de 1963, com músicas cantadas e instrumentais, incluindo solos de violão e acompanhamentos de conjunto regional. Outras composições de sua autoria que se tornaram conhecidas foram "Zum Zum", na voz de Vanja Orico, "Taiti", na interpretação de Rosinha de Valença, e "Tin-don-don" (parceria com João Melo), gravada por Jorge Ben em 1964 com sucesso, e regravada dois anos depois por Sergio Mendes. Codó foi também compositor de choros, como "Bole-bole", "Quadradinho" e "Boladinho". Bastante respeitado no meio artístico, foi homenageado por Baden Powell na música "Um Abraço no Codó".

Discografia

 
Artistas relacionados
 
 
MetaMusica