Dorival Caymmi nascimento 30/04/1914

Compositor baiano responsável em grande parte pela imagem que a Bahia tem hoje em dia, seu estilo inimitável de compor e cantar influenciou várias gerações de músicos brasileiros. Em Salvador teve vários trabalhos antes de tentar a sorte como cantor de rádio, e como compositor ganhou um concurso de músicas de carnaval em 1936. Dois anos mais tarde foi para o Rio de Janeiro com o objetivo de realizar o curso preparatório de Direito e talvez arranjar um emprego como jornalista, profissão que já havia exercido em Salvador. Mas, incentivado pelos amigos, muda de idéia e resolve enveredar para a música. Primeiro, por obra do acaso, tem sua música "O Que É Que a Baiana Tem" incluída no filme "Banana da Terra", estrelado por Carmen Miranda. Em seguida sua música "O Mar" foi colocada em um espetáculo promovido pela então primeira-dama Darcy Vargas. Daí em diante seu prestígio foi se ampliando. Passou a atuar na Rádio Nacional, onde conheceu a cantora Stella Maris, com quem se casou em 1940 e permanece casado até hoje. Seus filhos Dori, Danilo e Nana também são músicos. As canções que celebrizaram Caymmi versam na maioria das vezes sobre temas praieiros ou sobre a Bahia e as belezas da terra, o que colaborou para fixar, de certa forma, uma imagem do Brasil para o exterior e para os próprios brasileiros. Algumas das mais marcantes são "A Lenda do Abaeté", "Promessa de Pescador", "É Doce Morrer no Mar", "Marina", "Não Tem Solução", "João Valentão", "Maracangalha", "Saudade de Itapoã", "Doralice", "Samba da Minha Terra", "Lá Vem a Baiana", "Suíte dos Pescadores", "Sábado em Copacabana", "Nem Eu", "Nunca Mais", "Saudades da Bahia", "Dora", "Oração pra Mãe Menininha", "Rosa Morena", "Eu Não Tenho Onde Morar", "Promessa de Pescador", "Das Rosas". Em 60 anos de carreira, Dorival Caymmi gravou cerca de 20 discos, mas o número de versões de suas músicas feitas por outros intérpretes é praticamente incalculável. Sua obra, considerada pequena em quantidade, compensa essa falsa impressão com inigualável número de obras-primas. A editora Lumiar lançou em 1994 o songbook com suas obras, acompanhado por três CDs.

Discografia

Discos de carreira
CAYMMI, SOM, IMAGEM, MAGIA

CAYMMI, SOM, IMAGEM, MAGIA

Sargaço Prod. - 1985
 
SETENTA ANOS

SETENTA ANOS

Funarte/MEC - 1984
 
CAYMMI TAMBÉM É DE RANCHO

CAYMMI TAMBÉM É DE RANCHO

Odeon - 1973
 
CAYMMI

CAYMMI

Odeon - 1972
 
VINICIUS E CAYMMI NO ZUM ZUM

VINICIUS E CAYMMI NO ZUM ZUM

Elenco - 1967
 
CAYMMI

CAYMMI

Odeon - 1965
 
CAYMMI VISITA TOM

CAYMMI VISITA TOM

Elenco - 1964
 
EU NÃO TENHO ONDE MORAR

EU NÃO TENHO ONDE MORAR

Odeon - 1960
 
CAYMMI E SEU VIOLÃO

CAYMMI E SEU VIOLÃO

Odeon - 1959
 
CAYMMI E O MAR

CAYMMI E O MAR

Odeon - 1957
 
EU VOU PRA MARACANGALHA

EU VOU PRA MARACANGALHA

Odeon - 1957
 
SAMBAS

SAMBAS

Odeon - 1955
 
CANÇÕES PRAIEIRAS

CANÇÕES PRAIEIRAS

Odeon - 1954
 
Autor
ÁGUAS DAQUI

ÁGUAS DAQUI

Lua Discos - 2002
 
Extras
FAMÍLIA CAYMMI EM MONTREUX

FAMÍLIA CAYMMI EM MONTREUX

Polygram - 1992
 
Coletâneas
CAYMMI EM FAMÍLIA

CAYMMI EM FAMÍLIA

Som Livre - 1994
 
Tributos
ROSA PASSOS CANTA CAYMMI

ROSA PASSOS CANTA CAYMMI

Lumiar Discos - 2000
 
CANÇÕES DE CAYMMI

CANÇÕES DE CAYMMI

Dubas Música - 1998
 
DORIVAL

DORIVAL

Columbia/Sony Music - 1994
 
SONGBOOK DORIVAL CAYMMI

SONGBOOK DORIVAL CAYMMI

Lumiar Discos - 1994
 
GAL CANTA CAYMMI

GAL CANTA CAYMMI

Phonogram - 1976
 
Livro
SONGBOOK DORIVAL CAYMMI - VOL. 1
CAYMMI: UMA UTOPIA DE LUGAR - COL. DEB.253
SONGBOOK DORIVAL CAYMMI-VOL. 2
 
Dorival Caymmi
 
 
Gêneros