Ederaldo Gentil nascimento 07/09/1947

Baiano de Salvador, começou a compor sambas para escola de samba ainda criança. Teve outras profissões até que em 1967 venceu um concurso municipal com uma música sua ("Rio de Lágrimas"), e estabeleceu-se como compositor da escola de samba Filhos do Tororó. Nos anos 70 alcançou algum reconhecimento fora da Bahia ao ter suas músicas gravadas por intérpretes de destaque, como Leny Andrade, Jair Rodrigues ("Berequetê" e "Alô Madrugada"), Alcione, Maria Bethânia e Eliana Pittman. Mudou-se para São Paulo em 1973 e gravou mais tarde três LPs solo. Grande campeão dos concursos de samba-enredo de Salvador, abandonou a carreira artística nos anos 90 por problemas de saúde. Recentemente seu parceiro Edil Pacheco produziu o disco "Pérolas Finas", patrocinado pela Copene (Companhia Petroquímica do Nordeste), fazendo uma retrospectiva da carreira de Ederaldo Gentil. O disco conta com participações especiais de Carlinhos Brown, Elza Soares, Beth Carvalho e Gilberto Gil, cantando músicas como "Saudade Me Mata", "Barroco" e "Identidade".

Discografia

Discos de carreira
IDENTIDADE

IDENTIDADE

Independente - 1983
 
PEQUENINO

PEQUENINO

Chantecler - 1976
 
SAMBA, CANTO LIVRE DE UM POVO

SAMBA, CANTO LIVRE DE UM POVO

Chantecler - 1975
 
Tributos
PÉROLAS FINAS

PÉROLAS FINAS

Independente - 1999
 
 
Artistas relacionados
 
 
MetaMusica