Falcão nascimento 16/09/1957

Cantor e compositor cearense, nascido na cidade de Pereiro, que apareceu no começo dos anos 90, com releituras satíricas da música brega em espetáculos que primavam pela teatralidade. Seu primeiro disco, “Bonito, Lindo e Joiado” (1992), lançado de maneira independente (e depois relançado pela BMG Ariola), chamou a atenção do público do Sudeste com “I´m Not Dog No”, versão em inglês macarrônico de “Eu Não Sou Cachorro Não”, sucesso do ícone brega Waldick Soriano. No disco seguinte, “O Dinheiro Não é Tudo, Mas é 100%” (1994), Falcão voltaria à receita com “Black People Car” (versão idem de “Fuscão Preto”, popularizada na voz de Almir Rogério) e se notabilizaria com composições do tipo “Onde Houver Fé, Que eu Leve a Dúvida” e “As Bonitas que Me Perdoem, Mas a Feiúra é de Lascar”. Já conhecido de boa parte do público por sua singular figura (um sujeito com 1,90 m de altura vestido com roupas de cores berrantes, em combinações esdrúxulas), ele teve seu primeiro grande sucesso, “Hollyday Foi Muito”, em seu terceiro disco, “A Besteira é a Base da Sabedoria” (1995). Em seguida, lançou “A Um Passo da MPB” (1997, do sucesso “I Love You Tonight”) e “Quanto pior, Melhor” (1998, em que regravou “Tu És O MDC da Minha Vida”, bem-humorada incursão de Raul Seixas e Paulo Coelho na seara do brega) e “500 Anos de Chifre” (1999, disco-tributo aos grandes mestres do gênero, como Alípio Martins, de “Lá Vai Ele”).

Discografia

Discos de carreira
DO PENICO À BOMBA ATÔMICA

DO PENICO À BOMBA ATÔMICA

Somzoom - 2000
 
QUANTO PIOR, MELHOR

QUANTO PIOR, MELHOR

BMG Brasil - 1998
 
A UM PASSO DA MPB

A UM PASSO DA MPB

BMG Brasil - 1997
 
A BESTEIRA É A BASE DA SABEDORIA

A BESTEIRA É A BASE DA SABEDORIA

BMG Ariola - 1995
 
BONITO, LINDO E JOIADO

BONITO, LINDO E JOIADO

BMG Ariola - 1992
 
 
Falcão
 
 
Artistas relacionados
 
 
Gêneros
 
 
MetaMusica