Geraldo Pereira nascimento 23/04/1918 falescimento 08/05/1955

Nasceu em Juiz de Fora (MG), mudando-se para o Rio de Janeiro aos 12 anos. Morava perto do morro da Mangueira e logo começou a compor sambas para a escola, fazendo amizade com Cartola. Paralelamente ao trabalho de motorista de caminhão de lixo, compôs sambas que retratavam basicamente o cotidiano das favelas e a vida no morro. Alguns de seus sambas como "Bolinha de Papel" e "Falsa Baiana" foram resgatados por João Gilberto, e inseridos no contexto da bossa nova. Cyro Monteiro foi um dos intérpretes que lançaram sucessos de Geraldo Pereira. Além de "Falsa Baiana", gravou "Escurinho", mais um clássico do samba. Outros cantores também popularizaram suas músicas, como Aracy de Almeida, que gravou "Falta de Sorte", parceria de Geraldo e Marino Pinto, Isaura Garcia ("Pode Ser", com M. Pinto), Anjos de Inferno ("Bolinha de Papel"), Blecaute ("Que Samba Bom"), Macalé ("Ministério da Economia" e "Cabritada Mal Sucedida"), Roberto Silva ("Você Está Sumindo" e "Pisei num Despacho") e Zizi Possi ("Escurinho" e "Escurinha"). Muitos discos com releituras de sua obra foram gravados depois de sua morte. Outras composições famosas são "Sem Compromisso" e "Acertei no Milhar" (com Wilson Batista).

Discografia

 
Gêneros
 
 
MetaMusica