Joel e Gaúcho

Dupla vocal formada pelos cantores Joel de Almeida e Francisco de Paulo Rangel, atuou principalmente nas décadas de 30 e 40, começou na Rádio Philips do Rio de Janeiro, no Programa Casé. O primeiro sucesso aconteceu em 1935 com a gravação de "Estão Batendo" (Gadé/ Valfrido Silva). No ano seguinte o sucesso foi maior ainda quando lançaram para o carnaval a marcha "Pierrô Apaixonado", parceria de Heitor dos Prazeres e Noel Rosa. Apresentaram-se ainda em cassinos e fizeram cinema, atuando no filme "Alô Alô Carnaval", de Ademar Gonzaga, entre outros. A dupla teve vários sucessos, como "Cai, Cai" (Roberto Roberti), "Maria Caxuxa" (Antônio Almeida/ Saint-Clair Sena), "Aurora" (Mário Lago/ R. Roberti), "A Mulher do Padeiro" (J. Piedade/ G. Augusto/ N. Bruno) e "Boogie-Woogie do Rato" (Denis Brean). Em 1947 a saíram em turnê pela Argentina, e lá se separaram. Em 1952 houve uma tentativa de retorno, mas Gaúcho (Francisco de Paula Rangel) abandonou a vida artística, restando a Joel (Joel de Almeida) seguir carreira individual. Emplacou alguns sucessos como "Quem Sabe, Sabe", de sua autoria com Carvalhinho, e "Madureira Chorou" (Carvalhinho/ Julio Monteiro). Trabalhou como produtor e diretor artístico, e com essa atividade produziu o primeiro disco de Roberto Carlos, em 1959, pela Polydor. Em 1962 Joel e Gaúcho voltaram a se encontrar e lançaram um disco com os maiores sucessos da carreira da dupla. Joel é irmão do compositor Janet de Almeida, um precursor da bossa nova com composições como "Eu Quero um Samba", "Pra que Discutir com Madame" (ambas com Haroldo Barbosa) e "Eu Sambo Mesmo", todas gravadas por João Gilberto.

Discografia

Discos de carreira
JOEL & GAÚCHO

JOEL & GAÚCHO

RCA Victor - 1962
 
JOEL E SUA BOSSA

JOEL E SUA BOSSA

Odeon - 1957
 
 
Artistas relacionados
 
 
Gêneros
 
 
Matérias
 
 
MetaMusica