Lenita Bruno

Começou a carreira aos 14 anos, nos programas de calouros das rádios Nacional e Cruzeiro do Sul, sendo contratada em 1946 pela Mayrink Veiga, onde trabalhou ao lado de Dick Farney, cantando em dueto num programa de jazz. Foi crooner de orquestra, cantou operetas e foi a artista principal da Rádio Nacional no inícios dos anos 50. Seu contato com Tom Jobim e Vinicius de Moraes começou em 1957, quando assistiu à peça "Orfeu da Conceição" diversas vezes porque seu marido era o responsável pelas orquestrações. Assim, Lenita foi a primeira intérprete de "Eu Sei Que Vou Te Amar", "Sem Você", "Soneto da Separação" e "Por Toda a Minha Vida" no disco "Por Toda a Minha Vida", de 1959. Em 1964 foi para os Estados Unidos, onde viveu por sete anos e atuou como cantora, se apresentando em casas noturnas, programas de televisão e gravando discos com Laurindo de Almeida e o jazzista Bud Shank. De volta ao Brasil, sua presença nos palcos e estúdios tornou-se menos assídua.
 
MetaMusica