Oswaldinho

Sanfoneiro carioca, filho do músico e dono de forrós Pedro Sertanejo, sofreu influência dos grandes nomes da música nordestina: Luiz Gonzaga, Sivuca, Dominguinhos, que freqüentavam sua casa. Ganhou um sanfona de presente do pai aos seis anos e nunca mais abandonou o instrumento. Estudou a teoria erudita no conservatório de música, e criou um estilo que funde clássico com forró, aproveitando o virtuosismo comum aos dois estilos. Participou de um disco do grupo Bendegó em 1977, e depois entrou em contato com Fagner, Djavan, Moraes Moreira e outros artistas que lhe abriram caminhos. Adicionou elementos de rock, blues e disco music em suas interpretações, criando um estilo de fusão incomum. Por esse motivo foi visto no começo dos anos 80 como o nome que estava "modernizando" o forró. Em 1981 lançou seu décimo disco, "Forró In Concert", em que executava a "Quinta Sinfonia" de Beethoven. No ano seguinte, o disco "Forró 2000" trouxe uma versão da composição de Richard Strauss, "Assim Falou Zaratustra". No fim da década de 80 e nos anos 90 sua carreira internacional se intensificou, com apresentações na França, Japão e Estados Unidos.

Discografia

Discos de carreira
ASA BRANCA BLUES

ASA BRANCA BLUES

Kuarup - 2002
 
UM BOM FORRÓ

UM BOM FORRÓ

Kuarup - 2001
 
AO VIVO (NO ESTÚDIO)

AO VIVO (NO ESTÚDIO)

Pau Brasil - 1998
 
VESÚVIO

VESÚVIO

RGE - 1993
 
OSWALDINHO

OSWALDINHO

3M - 1987
 
CÉU E CHÃO

CÉU E CHÃO

Som da Gente - 1983
 
FORRÓ 2000

FORRÓ 2000

Continental - 1982
 
FORRÓ IN CONCERT

FORRÓ IN CONCERT

Continental - 1981
 
NATUREZA

NATUREZA

Copacabana - 1979
 
FORRÓ POP

FORRÓ POP

Copacabana - 1977
 
FANTÁSTICO OSWALDO SILVA

FANTÁSTICO OSWALDO SILVA

Tropicana/CBS - 1973
 
EVOLUÇÃO

EVOLUÇÃO

Cantagalo - 1972
 
FORRÓ FEROZ

FORRÓ FEROZ

Acervo Records - 1969
 
 
Artistas relacionados
 
 
Gêneros
 
 
MetaMusica