Quinteto Villa-Lobos

Formado no Rio de Janeiro em 1962, teve seu trabalho voltado sempre para a música de câmara brasileira, tendo parte de seu repertório composta exclusivamente para o Quinteto, sob encomenda. Nos primeiros anos de atuação, se apresentaram em todo o nordeste brasileiro pelo projeto Caravana Cultural. Realizando um trabalho de ponta no campo da música erudita, o quinteto de sopros trabalha também com música popular desde a década de 70. Os primeiros a serem incluídos nos programas foram Ernesto Nazareth, Pixinguinha e Anacleto de Medeiros. Com o contato com o maestro Radamés Gnattali, estreitaram mais sua relação com o choro, realizando a primeira gravação dos "Choros de Câmara" de Villa-Lobos. Já participaram também de shows e gravações ao lado de artistas da MPB, como Edu Lobo, Nara Leão, Roberto Carlos, Tamba Trio e Wagner Tiso. Atualmente formado por Antonio Carrasqueira (flauta), Luis Carlos Justi (oboé), Paulo Sérgio Santos (clarineta), Philip Doyle (trompa) e Aloysio Fagerlande (fagote), o quinteto já contou com os flautistas Celso Woltzenlogel e Carlos Rato, os oboístas Paulo Nardi e Eros Martins, o clarinetista Wilfrid Berk, o trompista Carlos Gomes e o fagotista Airton Lima Barbosa, esses dois últimos fundadores originais do Quinteto.
 
Quinteto Villa-Lobos
 
 
MetaMusica