Rossini Pinto nascimento 24/01/1937 falescimento 25/06/1985

Capixaba, radicou-se no Rio de Janeiro ainda cedo, e trabalhou como jornalista no Jornal dos Sports, Correio da Manhã e O Jornal. Começou a carreira musical por acaso, ao musicar em 1960 poemas do então candidato à Presidência da República Jânio Quadros. A partir de então passou a ser solicitado por gravadoras, e atuou tanto como cantor quanto compositor e letrista. Seu maior sucesso foi durante a Jovem Guarda, quando teve canções gravadas por Roberto Carlos ("Malena", "Eu Te Adoro, Meu Amor", "Só Vou Gostar de Quem Gosta de Mim", "O Leão Está Solto nas Ruas", "Parei, Olhei". O grupo vocal Golden Boys lançou composições de sua autoria, entre elas o maior sucesso do grupo, "Alguém na Multidão". Os Fevers também gravaram Rossini Pinto: "Não É Verdade", "De Que Vale Tanto Amor", "A Espera". Como versionista também emplacou hits: "Erva Venenosa" ("Poison Ivy", de Leiber/ Stoller), gravada pelos Golden Boys, Leno, Rita Lee e outros, "Michelle" e "Ontem" ("Yesterday"), de Lennon/ McCartney, na voz de Agostinho do Santos, e muitos sucessos de Jerry Adriani: "Querida" ("Don't Let Them Move", de Garret/Howard), "Não Tenho Ninguém" ("As Tears Go By", de Jagger/ Oldhem/ Richard). Como cantor, seus maiores êxitos foram "Voa, Passarinho", "Viu no que Deu?" (ambas com Fernando Costa), "Montanha do Amor", "Por Causa de Você Chalalalu" e "Amor e Desprezo". Trabalhou também como produtor da gravadora CBS, atuando em discos de Núbia Lafayette, Odair José e Ari Cordovil.

Discografia

Discos de carreira
ROSSINI PINTO

ROSSINI PINTO

CBS - 1965
 
 
Artistas relacionados
 
 
Matérias
 
 
MetaMusica