Vittor Santos

Autodidata, o trombonista Vittor Santos começou tocando tuba, aos 12 anos, depois passou para o trombone, influenciado por J.J. Johnson, Raul de Souza, Frankie Rosolino e Urbie Green. Começou profissionalmente como músico da noite, aos 14, e aos 15 já escrevia as próprias músicas, se afastando dos estudos antes de completar o segundo grau. Acompanhou diversos ases da MPB, como Chico Buarque, Alceu Valença, Moraes Moreira, Carlinhos Vergueiro, Ivan Lins, Leny Andrade, Zizi Possi, Beth Carvalho e Antônio Adolfo. Baseado em Petrópolis, sua terra natal, fundou a primeira Vittor Santos Orquestra, uma big band na melhor tradição do jazz, em 1985, que atuou até 1992, chegando a gravar o disco "Um Toque Tropical". Em 93, criou a orquestra In Concert, para a escola de música homônima, em Ipanema, no Rio, com 17 músicos e dois crooners. Gravou os CDs "Vittor Santos: Trombone", em 94, e "Sem Compromisso", em 1997. Sabendo de sua vocação para big bands, reformulou a Vittor Santos Orquestra, em 1998, com 27 músicos, passando a atuar em shows, como o que realizou em outubro de 1999 no Free Jazz Festival.

Discografia

Discos de carreira
SEM COMPROMISSO

SEM COMPROMISSO

Leblon Records - 1997
 
TROMBONE

TROMBONE

Leblon Records - 1994
 
Participações
MAR DE ALGODÃO

MAR DE ALGODÃO

Biscoito Fino - 2002
 
 
MetaMusica