ACÚSTICO MTV - OS PARALAMAS DO SUCESSO

Paralamas do Sucesso (2000)

2000
Crítica

Cotação:

O Acústico dos Paralamas demorou a sair - foi o décimo que a MTV Brasil realizou em sua história -, mas ninguém pode dizer que não foi caprichado. Depois de dois anos testando sets acústicos no meio dos shows elétricos e fazendo apresentações-surpresa com o novo formato, a banda se sentiu preparada para gravar o especial, em junho de 1999, no ambiente clássico do Parque Lage (RJ). O disco, lançado no mesmo ano, foi um dos maiores sucessos de vendagem dos Paralamas, guindado pelas novas versões de Que País É Esse (sucesso da Legião Urbana, "a maior banda que esse país já teve", nas palavras de Herbert Vianna, que inclusive trouxe o legionário Dado Villa-Lobos para reforçar o projeto com violão e guitarra) e Meu Erro (que conta com participação de Zizi Possi, que havia virado a canção de cabeça para baixo - ou seja, mais ou menos como ela reaparece no Acústico - em seu disco Estrebucha Baby, de 1989). No DVD, lançado poucos dias antes de Herbert Vianna sofrer o acidente de ultraleve, é possível avaliar melhor a qualidade dessa investida da banda em terreno já tão (re)pisado, apostando acertadamente em releituras para músicas que não foram hits, algumas acoplagens interessantes e num bom gosto que vai dos arranjos musicais à iluminação.

Como DVD, o Acústico dos Paralamas não difere muito dos que resultaram de outros especiais da MTV, como o do Capital Inicial. Tem as mesmas faixas do disco e, de bônus, um making of padrão, dois (bons) videoclipes (Ela Disse Adeus e Uma Brasileira) e um pequeno texto biográfico, a cargo do jornalista Jamari França. O barato mesmo é conferir a banda desempenhando naquele ambiente cool de Acústico MTV, sobre tapetes persas, vestindo uniformes vermelhos. O show começa com a fusão do Vulcão Dub com Fui Eu, sucesso dos primórdios dos Paralamas, gravado pelo conjunto feminino Sempre Livre. Outras acoplagens que funcionam bem são as de Manguetown (Chico Science & Nação Zumbi) e Tukka Yoot's Riddim (do US3), de Vamo Batê Lata e Relax (Frank Goes To Hollywood) e a de I Feel Good (James Brown) e Sossego (Tim Maia), em que Herbert subverte o acústico com uma guitarra inflamada e o baixo de Bi é uma tijolada de groove. Bom também é reencontrar, refeitas, músicas como Uns Dias (com arranjo oriental à la Page & Plant), Bora-Bora, Nebulosa do Amor (como uma convincente bossa), Navegar Impreciso (do incompreendido disco Severino) e Tendo a Lua. Em seus 17 anos de carreira, os Paralamas ganharam flexibilidade suficiente para passear com graça por vários estilos - do samba ao blues, passando pelo reggae e as latinidades. E o Acústico acabou sendo o melhor portfolio dessa capacidade.(Silvio Essinger)
Faixas
Fui eu (Herbert Vianna)

2 O trem da juventude
(Herbert Vianna)
3 Manguetown
(Lúcio Maia, Dengue, Chico Science)
Tukka Yoot's Riddim (Steve Cropper - Robert Taylor - Mel Simpson - Geoft Wilkinson - Don Kovay)

4 Um amor, um lugar
(Herbert Vianna)
5 Bora-Bora
(Herbert Vianna)
6 Vai valer
(Herbert Vianna)
7 I feel good (I got you)
(James Brown)
Sossego (Tim Maia)

8 Uns dias
(Herbert Vianna)
Palco (Gilberto Gil)

10 Meu erro
(Herbert Vianna)
12 Brasília
(Herbert Vianna)
13 Nebulosa do amor
(Herbert Vianna)
14 Tendo a lua
(Tetê Tillett, Herbert Vianna)
15 Que país é este
(Renato Russo)
16 Navegar impreciso
(Herbert Vianna)
17 Feira moderna
(Beto Guedes, Lô Borges, Fernando Brant)
18 Tequila
(Chuck Rio)
Lourinha Bombril (Diego Blanco - Bahiano - Vrs. Herbert Vianna)

19 Vamo batê lata
(Herbert Vianna)
Relax (H. Johnson - P. Gil - M. O'Toole)

20 Life during wartime
(David Byrne)
21 Caleidoscópio
(Herbert Vianna)
 
ACÚSTICO MTV - OS PARALAMAS DO SUCESSO
 
 
MetaMusica