AS GRANDES CANTORAS DO RÁDIO

Vários Intérpretes (2000)

2000
Crítica

Cotação:

Tem gente que acha que a MPB só começou depois da bossa nova. Um preconceito que pode ser desfeito ao se ouvir o CD As Grandes Cantoras do Rádio, lançado pela BMG (juntamente com um homônimo dedicado à ala masculina). No repertório, há canções dramáticas, derramadas, bem ao sabor dos anos 40 e 50, mas também alguns sambas cadenciados. Contudo, o que salta aos ouvidos são os timbres belíssimos e personalíssimos das divas do passado. Sucessora de Aracy de Almeida no quesito samba brejeiro, Isaurinha Garcia é a que tem mais músicas nesse disco. Ela abre o disco com a versão original de seu grande sucesso, o samba-canção Mensagem (1946) – recém regravado por Maria Bethânia – e emplaca ainda dois sambas de 47: o menos manjado Prêmio de Consolação e o antológico De Conversa em Conversa, com o vocal dos Namorados da Lua. Linda Batista, diva absoluta nos anos 40, de vozeirão aberto, comparece com seus cavalos de batalha da dor-de-cotovelo, Vingança e Risque. Para cortar os pulsos é também Ninguém Me Ama, outro standard, na voz falada e climática de Nora Ney (aqui em gravação de 1960 e não a original, de 52). A eterna rainha do rádio, Ângela Maria, uma das vozes mais lindas (e quentes) da MPB, aparece com suas primeiras gravações (de 51), Sabes Mentir e Não Tenho Você. Uma gracinha. Outra diva do rádio que sempre se caracterizou por seu carisma de palco, Marlene está representada pelo samba Saudade da Bahia, gravado em 57. Carmen Costa, que emplacou carreira solo nos anos 50, seguia a linha diseuse (de quem fala mais do que canta) de Nora Ney até mesmo em sambas, como em Só Vendo que Beleza, que ela regravou diversas vezes – a versão do CD é a de 1973. Dircinha Batista – de voz mais envolvente e trabalhada que a da irmã Linda – defende o raro bolero Solidão. Para completar, duas divas sempre esquecidas em compilações: Neusa Maria e Heleninha Costa. Neusa tem voz doce e agradável e gravou repertório eclético. Aqui, ela relê o sucesso de Emilinha Borba, o samba-canção Se Queres Saber. Já Heleninha fez sucesso nos cassinos, no rádio e nos primórdios da TV e foi a lançadora do samba Barracão (52), depois repescada por Elizeth Cardoso e tantos outros. Aliás, Elizeth também está no pacote com Feitiço da Vila, gravada no antológico show feito para angariar fundos para o Museu da Imgem e do Som, em 1968, ao lado de Jacó do Bandolim e do grupo Época de Ouro. Enfim, As Grandes Cantoras do Rádio traz um escrete imbatível de vozes que deve ser reverenciado sempre que possível.(Rodrigo Faour)
Faixas
Ouvir todas em sequência
1 Mensagem Ouvir
(Aldo Cabral, Cícero Nunes)
2 Vingança Ouvir
(Lupicínio Rodrigues)
4 Não tenho você Ouvir
(Paulo Marques, Ari Monteiro)
5 Feitiço da vila Ouvir
(Vadico, Noel Rosa)
6 Saudades da Bahia Ouvir
(Dorival Caymmi)
7 Ninguém me ama Ouvir
(Fernando Lobo, Antônio Maria)
8 Prêmio de consolação Ouvir
(Jayme Florence, Augusto Mesquita)
9 Se queres saber Ouvir
(Peterpan)
10 Solidão Ouvir
(Ivon Cury, Mário Lago)
11 Sabes mentir Ouvir
(Othon Russo)
12 Risque Ouvir
(Ary Barroso)
13 Só vendo que beleza Ouvir
(Rubens Campos, Henricão)
14 De conversa em conversa Ouvir
(Lúcio Alves, Haroldo Barbosa)
 
AS GRANDES CANTORAS DO RÁDIO
 
 
MetaMusica