RENATO TEIXEIRA - 2 LPS EM 1CD

Renato Teixeira (2001)

2001
BMG
Crítica

Cotação:

Da geração dos festivais, cantado tanto por uma iniciante Gal Costa (Dadá Maria) quanto por um Roberto Carlos já à galope na Jovem Guarda (Madrasta, parceria com Beto Ruschel), o santista criado em Taubaté Renato Teixeira foi um dos deflagradores da vertente neocaipira (não confundir com o rock rural de Sá, Rodrix & Guarabira) a partir do estouro de Romaria na voz de Elis Regina, em 1977. Os dois LPs acoplados neste CD são consequencia dessa fase: Romaria, de 1978 e Amora, de 1979. No primeiro, que inclui, obviamente o megasucesso, Renato frequenta vários formatos da música interiorana, da moda violeira (Viola Malvada) ao rasqueado (Agulha no Palheiro) e o agalopado Vira (No Meu quintal), sempre com um polimento pop que direciona algumas de suas composições para o território etéreo da valsa (Lira Rara) ou da canção (Olhos Profundos). Também nas letras sua pegada é leve, como no discreto protesto de Sentimental Eu Fico ou no sussurro etário da paulsimoniana Eu e Ney Sentados na Ponte: "a gente ia pra cidade soltar a fera/ que numa certa idade/ todo peito encerra".

No delicado Amora, a começar pela canção título há o mesmo equilíbrio do rural temperado pela urbanidade como na onírica A Primeira Vez Que Fui ao Rio. Em Mato Dentro, o contraste dos dois universos é metaforizado. Já em Sina de Violeiro, Morro da Imaculada e no clássico referencial de Tonico & Tinoco Canta Moçada (parceria de Tinoco com Nhô Fio e Nonô Basílio), o sertão brota dos acordes enxutos e da emissão com o erre ligeiramente arranhado pelo sotaque capiau do solista, cioso de sua procedência. Trata-se, no entanto, de um jeca antenado como demonstram as geracionais Antes da Guerra da Coréia e Madrugadas de 68. Desta ultima, salta o lamento sutil da derrota do projeto da imaginação (e despojamento) no poder. "Tudo estava preparado dentro da cabeça/ para desarmar/ o gatilho dessa velha arma/ que proíbe o homem de criar". O sertanejo nacional ainda não era um texano que nasceu fora do lugar.

(Tárik de Souza)
Faixas
Ouvir todas em sequência
1 Vira (No meu quintal) Ouvir
(Renato Teixeira)
2 Alforje Ouvir
(Renato Teixeira)
3 Viola malvada Ouvir
(Renato Teixeira)
4 Sessenta léguas num dia Ouvir
(Seo Chico, Renato Teixeira)
5 Arraial Ouvir
(Renato Teixeira)
6 Eu e Ney sentados na ponte Ouvir
(Renato Teixeira)
7 Romaria Ouvir
(Renato Teixeira)
8 Olhos profundos Ouvir
(Renato Teixeira)
9 Agulha no palheiro Ouvir
(Renato Teixeira)
10 Lira rara Ouvir
(Renato Teixeira)
11 Antes que aconteça Ouvir
(Renato Teixeira)
12 Sentimental eu fico Ouvir
(Renato Teixeira)
13 Amora Ouvir
(Renato Teixeira)
14 Cavalo bravo Ouvir
(Renato Teixeira)
15 Mato Dentro Ouvir
(Renato Teixeira)
16 Canta moçada Ouvir
(Tonico, Nonô Basílio, Nhô Fio)
17 Antonia (Todas as crianças do mundo) Ouvir
(Renato Teixeira)
18 A primeira vez que fui ao Rio Ouvir
(Renato Teixeira)
19 Morro da Imaculada Ouvir
(Renato Teixeira)
20 Madrugadas de 68 Ouvir
(Renato Teixeira)
21 Sina de violeiro Ouvir
(Renato Teixeira)
22 Antes da guerra da Coréia Ouvir
(Renato Teixeira)
 
RENATO TEIXEIRA - 2 LPS EM 1CD
 
 
MetaMusica