HOMENAGEM A PAULO DA PORTELA

Casquinha / Paulo da Portela / Monarco / Velha Guarda da Portela (2001)

2001
Crítica

Cotação:

Documento histórico antes restrito apenas ao público japonês - que, de uns tempos para cá, saca muito mais de MPB do que qualquer brazuca - Homenagem a Paulo da Portela reúne o fino do samba carioca em um tributo a um de seus patronos. Trabalho delicioso e emocionante, de fazer frente a qualquer Buena Vista por aí, o disco traz (acumulados) centenas de anos do melhor partido alto, recriando as mais famosas canções do fundador da azul-e-branco. Irônico (ou simplesmente triste) é que tenha sido a ação de um japonês, o produtor Katsunori Tanaka, a responsável por este projeto de gala da MPB. Entretanto, muito melhor do que lamentar o descaso e esquecimento etc. é comemorar a chegada tardia deste álbum, lançado originalemente em 1987, às lojas brasileiras.

Paulo da Portela, que chegaria a seu centenário em 2001 se estivesse vivo, ajudou a moldar o samba carioca. Suas harmonias, melodias e a temática urbana de suas letras foram régua e compasso para as gerações posteriores de compositores, portelenses ou não. Mas é na voz dos fiéis acólitos da escola de Madureira que seus versos ganham total propriedade. Ao mesmo tempo em que o disco presta tributo ao legendário compositor, ajuda a jogar mais luz sobre a Velha Guarda, legítimos "portadores da tocha" acesa pelo patriarca. O time reunido nesta Homenagem não é mole não; Monarco, Casquinha, Manacéa, Chico Santana e a "jovem guarda" Cristina Buarque estão entre os nomes incluídos na escalação. Uma vez que a nata da produção de Paulo foi regravada no disco, é desnecessário ficar apontando os melhores momentos. Mas na dúvida, sempre vale conferir a intensa emoção de Linda Borboleta, cantada por Monarco, a leveza presente na ode ao Rio Linda Guanabara (na voz do já falecido Chico Santana) e a trinca Cristina Buarque, Mauro Duarte e Eunice lascando um partidão da melhor qualidade em Quem Espera Sempre Alcança. Mais do que um tributo, este disco bem pode ser a melhor forma de se eternizar as criações de Paulo da Portela. Nem que seja para contrariar o próprio Paulo, que teve sua Meu Nome Já Caiu No Esquecimento incluída no disco.(Marco Antonio Barbosa)
Faixas
Ouvir todas em sequência
2 Homenagem ao Morro Azul Ouvir
(Paulo da Portela)
Para que havemos de mentir (Paulo da Portela)
Cantar de um rouxinol (Paulo da Portela)

3 Teste ao samba Ouvir
(Paulo da Portela)
5 Deus te ouça Ouvir
(Cartola, Paulo da Portela)
6 O meu nome já caiu no esquecimento Ouvir
(Paulo da Portela)
7 Quem espera sempre alcança Ouvir
(Paulo da Portela)
8 Linda borboleta Ouvir
(Paulo da Portela)
9 Cocorocó Ouvir
(Paulo da Portela)
10 Este mundo é uma roleta Ouvir
(Monarco, Paulo da Portela)
12 Cantar pra não chorar Ouvir
(Heitor dos Prazeres, Paulo da Portela)
 
HOMENAGEM A PAULO DA PORTELA
 
 
MetaMusica